domingo, 6 de agosto de 2017


estava tudo depurado de vida,


isento, 


vazio de sinais, 

e depois disse para comigo: 


vou começar a escrever


para me curar da mentira de um amor que acaba. 





Marguerite Duras
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...