terça-feira, 30 de junho de 2015


Não quero o amor bonito.
 Não quero a meia luz, não quero a cara bem feita, não quero o expressivo. 
Quero o inexpressivo. 
Quero o inumano dentro da pessoa; não, não é perigoso, pois de qualquer modo a pessoa é humana, não é preciso lutar por isso: querer ser humano me soa bonito demais.


Clarice Lispector

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Perguntei a ele como se sentia. 

Que me dissesse. 

Que eu tomaria o silêncio como um não e que também ficaria em silêncio. 

(...) 

Anyway, me dói a possibilidade de um não, me dói a possibilidade de um silêncio, me dói não saber de que forma chegar a ele, sacudi-lo dizer me olha, me encara, vamos ou não vamos nessa?


Caio F. em carta para Juliana Cantore


**Fui sozinha...

domingo, 28 de junho de 2015


"Entre uvas meio verdes
E desejos já maduros
Entre uvas meio verdes, meu amor não te atormentes 
Certos ácidos adoçam a boca murcha dos velhos 
e quando os dentes não mordem
e quando os braços não prendem
O amor faz cocega
O amor desenha uma curva, propõe 
Uma geometria … 
Amor é bicho instruído!"



Carlos Drummond De Andrade

sábado, 27 de junho de 2015


"O que é impalpável 
mas 
pesa
o que é sem rosto
mas
fere
o que é invisível
mas 
dói"


Orides Fontela
despi devagar o calor de dizer o teu nome no silêncio do quarto
o aconchego de se ainda voltasses abre-se em palavras surdas
depois de improviso percorro a solidão ao espelho
como se, ao olhar muito te visse preso na pele dos dedos
inacabado e à deriva nos meus olhos


Maria Sousa

'Ser forte pra sorrir por dentro'



Ziza Fernandes

Os sintomas do amanhecer tinham sido perfeitos para não ser feliz.
 Nunca tinha pensado na idade como se pensa numa goteira no teto, que indica a quantidade de vida que vai nos restando.






(( Gabriel Garcia Marquez))

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Ao partir,
disseram-me: voltarás sempre.

Parecia um consolo.

Era uma condenação.

Odeio o sempre.

Nos lugares
da vida carecidos,
o sempre é o pior dos 'nuncas'.





Mia Couto

segunda-feira, 22 de junho de 2015


Vi-te esta noite. 

Branca, nua, alcançável. 

E mesmo que de ti não chegasse qualquer espécie de perfume, ali permaneci tanto tempo com o nariz empinado, construindo a certeza de que nenhum de nós é agora particularmente feliz.




Joaquim Pessoa,

domingo, 21 de junho de 2015

Fios do Destino


"Nunca mais
Caminharás nos caminhos naturais.
Nunca mais te poderás sentir
Invulnerável, real e densa -

Para sempre está perdido
O que mais do que tudo procuraste
A plenitude de cada presença.

E será sempre o mesmo sonho, a mesma ausência."



Sophia de Mello Breyner Andresen

sábado, 20 de junho de 2015


Amor é o olhar total, que nunca pode
ser cantado nos poemas ou na música,
porque é tão-só próprio e bastante,
em si mesmo absoluto táctil,
que me cega, como a chuva cai
na minha cara, de faces nuas,
oferecidas sempre apenas à água.


Fiama Hasse Pais Brandão

Alivia a minha alma, faze com que eu sinta que Tua mão está dada à minha, faze com que eu sinta que a morte não existe porque na verdade já estamos na eternidade, faze com que eu sinta que amar é não morrer, que a entrega de si mesmo não significa a morte e sim a vida, faze com que eu não Te indague demais, porque a resposta seria tão misteriosa quanto a pergunta, faze com que eu receba o mundo sem medo, pois para esse mundo incompreensível nós fomos criados e nós mesmo também somos incompreensíveis, então é que há uma conexão entre esse mistério do mundo e o nosso, mas essa conexão não é clara para nós enquanto quisermos entendê-la. 
Abençoa-me para que eu viva com alegria o pão que como, o sono que durmo, faze com que eu tenha caridade e paciência comigo mesma, amém.




Clarice Lispector

Caminhada...

Foram dias foram anos a esperar por um só dia. 

Alegrias. 
Desenganos. 
Foi o tempo que doía 

Com seus riscos e seus danos. 
Foi a noite e foi o dia 

Na esperança de um só dia. 





Manuel Alegre

sexta-feira, 19 de junho de 2015


Mas o que me arrebenta é o que deixei de fazer. 
O remorso do que aconteceu é sempre menor do remorso do que não fiz.


Fabrício Carpinejar

Ninguém ignora 
que os lagos gelam a partir das margens
e o homem a partir do coração.


Luis Miguel Nava

domingo, 14 de junho de 2015


O silêncio é só da boca pra fora.



 Eu Me Chamo Antonio.

Devíamos sempre aprender a amar-nos; é o único romance que dura a vida inteira




Gabreile D'Annunzio

sábado, 13 de junho de 2015


Todavia, 

Como todos sabemos, o lugar a que voltamos nunca é o mesmo que tínhamos deixado.



Orhan Pamuk

Não importa quantos anos se passem, sei que alguma coisa continuará verdadeira para sempre.



Querido John

"...Da lua ela não tinha receio porque 

era mais lunar que solar e via de olhos 

bem abertos nas madrugadas 

tão escuras a lua no céu.

Então ela se banhava nos raios lunares...

E ficava profundamente límpida..."




Clarice Lispector

Vou sair para ver o mar e me perder entre os labirintos que distanciam nossos passos. 
Vou te procurar entre as estrelas e os satélites distraídos, que confusos me ditaram caminhos errados e esparsos.




Caio Fernando Abreu

Para sempre me ficou esse abraço. 
Por via desse cingir de corpo minha vida se mudou. 
Depois desse abraço, trocou-se, no mundo, o fora pelo dentro. 
Agora, é dentro que tenho pele. 
Agora, meus olhos se abrem apenas para as funduras da alma. 
Nesse reverso, a poeira da rua me suja é o coração. 
Vou perdendo noção de mim, vou desbrilhando. 
E se eu peço que ele regresse é para sua mão peroleira me descobrir ainda cintilosa por dentro. 
Todo este tempo me madreperolei, me enfeitei de lembrança.




Mia Couto

terça-feira, 9 de junho de 2015


Na verdade, sou plena de sonhos... 
Imperfeita em todas as nuances. 
Na verdade, quero todos os dias uma nova chance. 


Sirlei L. Passolongo  

segunda-feira, 8 de junho de 2015

domingo, 7 de junho de 2015

Com urgência....



teus dedos perguntavam pra minha blusa se meu corpo acolheria um delinqüente





Martha Medeiros

Mas fugir do incêndio não o apaga.


A lei do silêncio é inútil. 
Quando algo nos persegue na nossa memória ou na nossa imaginação, as leis do silêncio são inúteis, é como fechar uma porta à chave numa casa em chamas na esperança de nos esquecermos que ela está a arder. 
Mas fugir do incêndio não o apaga. 
O silêncio em relação a uma coisa só lhe aumenta o tamanho. 
Cresce e apodrece em silêncio, torna-se maligno.





Tennessee Williams

Vai por mim, são poucos que se importam, os outros são só curiosos.


 Chorão.

É esse teu jeito de afagar os meus cabelos, como quem toca em estrelas, que me faz querer morar na ponta dos teus dedos pra sempre, bem dentro do teu cafuné.


Vanessa Leonardi

sábado, 6 de junho de 2015


Já começou a esquentar, eu penso em você. 
A cidade está linda. 
O inverno guardado nos ossos vai indo embora aos poucos. 
Como um degelo, por dentro. 
Me dá notícias
Se encontrar um daqueles telefones, ligo qualquer noite. 
Você vem mesmo em julho
Sinto saudade, ando meio só. 
Um beijo, cem beijos,



Caio Fernando Abreu

♪♪♪♪♪♪♪


♪ Eu gosto de olhar pra frente
de amar pra sempre o que fica pra trás
Eu gosto de quem sempre acredita ♪




 Oswaldo Montenegro 

"Eu mais uma vez me pergunto como é mesmo que se faz a coisa mais profunda do mundo com total superficialidade. 
Como é que se ama sem amor? 
Como é que se entrega de dentro de uma prisão? 
Nunca soube..."





 Tati Bernardi 

sexta-feira, 5 de junho de 2015


Não o impressionam os lábios, nem a língua, nem os dentes que mal se vêem, mas a lacuna, o vão, o abismo dentro daquela boca, que completa a superfície do rosto pela sua negação, como uma pausa no meio da música.


 Chico Buarque

quinta-feira, 4 de junho de 2015


esta ferida de ferrugem, festeja nocivas alucinações sobre a pele.


Al Berto,

“Abraços são casas temporárias”


Felipe Bueno. 

deixe o vento soprar... 'let it be'...


Então vai lá: domine seu mundo, assuste seus monstros, afaste seus medos, crie suas expectativas, derrube suas angústias, acabe com sua ansiedade, preserve sua humildade, afogue seu ego, afague sua simplicidade. 
Você é artista e não um figurante da sua arte. Domine-a. 
Eduque-a. 
Xingue-a. 
Maltrate-a. 
Ame-a. 
Respeite-a. 

Entende-a de a a z. 
Ela será sua por uma vida inteira e até um pouco mais. 
Então vai lá! Aconteça o que acontecer: faça! Faça o que fizer: aconteça! 
Faça acontecer ou morra com a amargura de ter vivido no ‘poderia ter feito, no poderia ter acontecido…’ 
Quer dor maior?”



Eu me chamo Antônio

Adoro dormir com o som da chuva reboando nas calhas. 
Adoro o criptar do fogo no inverno, em que as chamas ficam conversando alto o que eu não entendi. 
Adoro o vento cochichando sobre o mar no verão. 
Somos feitos de som. 
Precisamos de pouco para levar o ouvido a dançar, muito pouco.



Fabrício Carpinejar.


**E o som do MAR....

Não é fácil explicar. 
Eu sou assim, meio morto por dentro. 
Faço as coisas por empolgação e no outro dia, sei lá. 
Sou dessas pessoas que ficam procurando as canções no rádio até achar um clássico, algo perfeito para aquele horário do dia, aquele semáforo. 
A música acaba e eu troco de estação.



Gabito Nunes

quarta-feira, 3 de junho de 2015


Eu vi.
 Ela não me viu. 
Não via ninguém, acho. 
Tão voltada para sua própria dor que estava, também, meio cega. 
Via pra dentro: charco, arame farpado, grades.
 Ninguém parou. 
Eu, também, não. 
Não era um espetáculo imperdível, não era uma dor reluzente de neon, não estava enquadrada ou decepada.
 Era uma dor sujinha como lençol usado por um mês, sem lavar, pobrinha como buraco na sola do sapato. 
Furo na meia, camada casca-grossa da vida. 
Sem o recurso dessas benditas levezas nossas de cada dia — uma dúzia de rosas, uma música de Caetano, uma caixa de figos. 
Comecei a emergir. 
Comparada à dor ela, que ridícula a minha.


— Caio Fernando Abreu
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...