sábado, 27 de dezembro de 2014


chegas de novo a casa 
e guardas do tempo a fuga
marcas outra vez dias
para abrir feridas

como se viesse dos pássaros a acusação 
de não saberes medir esquecimentos

respiras até à dor para não sentir mais nada



Maria Sousa

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Neste Natal Quero Encontrar o Presépio do Menino Jesus...


Neste Natal quero descansar de meus inúmeros planos. Quero a simplicidade que me faça voltar às minhas origens. Não quero muitas luzes. Quero apenas o direito de encontrar o caminho do presépio para que eu não perca o menino Jesus de vista.

Quero um Natal sem Papai Noel. Papai Noel faz muito barulho quando chega.
 Ele acorda o menino Jesus, o faz chorar assustado. Os pastores não. Eles chegam silenciosos. São discretos e não incomodam...Os presentes que trazem nos recordam a divindade do menino que nasceu. São presentes que nos reúnem em torno de uma felicidade única.
Quero dividir com Maria os cuidados com o pequeno menino. Quero cuidar dele por ela. Enquanto eu cuido dele, ela pode descansar um pouquinho ao lado de José.

Descubram a beleza que as dispersões deste tempo insistem em esconder. Fechem as suas chaminés. Visita que verdadeiramente vale à pena chega é pela porta da frente.

Na noite de Natal fujam dos tumultos e dos barulhos. Descubram a felicidade silenciosa. Ela é discreta, mas existe! Eu lhes garanto! Não tenham a ilusão de que seu Natal será triste porque será pobre. Há mais beleza na pobreza verdadeira e assumida que na riqueza disfarçada e incoerente.

E não se surpreendam, se com isso, a sua noite de Natal tornar-se inesquecível.




Padre Fábio de Melo

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

domingo, 21 de dezembro de 2014

terminar


o riso,
o amor e o prazer
merecem revanche
o resto,
mais que
perda de tempo...
é perda de vida



Chico Xavier

sábado, 20 de dezembro de 2014


Ela está toda ali.
Ela derreteu-se cuidadosamente para ti

Ela é tão nua e singular.
Ela é a soma de ti e do teu sonho.
Escala-a como um monumento, passo a passo.
Ela é sólida.




Ann Sexton

terça-feira, 16 de dezembro de 2014


"A gente perde, e se perde nos detalhes. 
Na ligação não feita, no esquecimento de uma data especial, na pequena promessa não cumprida, no ” eu também” depois de um “eu te amo”. 
A gente olha pras montanhas, e esquece das pedrinhas. 
Esquece que os holofotes cegam, mas as pequenas luzes iluminam todo o ambiente. 
A maioria do que realmente importa é quase microscópico, e precisa de sensibilidade pra perceber. 
Troianos perderam apenas por não observar bem o cavalo de Tróia. Aquiles morreu por esquecer de proteger somente o calcanhar. 
O infinito se faz com os “agoras”, e as grandes virtudes estão camufladas em pequenos gestos."


A Menina e o Violão

nem todas


Nem todos os dias serão de paz, e nem todas as bocas darão beijos. 
Nem toda mão dará carinho e nem todo coração será pleno de amor. 
Sei que a vida tem seu lado negro - mas é pela paz que existe no outro lado dela que eu continuo vivendo.


Caio Augusto Leite.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Deita-te comigo.
Ilumina meus vidros.
Entre lábios e lábios
toda a música é minha.


Eugénio de Andrade

domingo, 7 de dezembro de 2014

O domingo era uma coisa pequena


O domingo era uma coisa pequena.
Uma coisa tão pequena
que cabia inteirinha nos teus olhos.
Nas tuas mãos
estavam os montes e os rios
e as nuvens.
Mas as rosas,
as rosas estavam na tua boca.

Hoje os montes e os rios
e as nuvens
não vêm nas tuas mãos.
(Se ao menos elas viessem
sem montes e sem nuvens
e sem rios…)
O domingo está apenas nos meus olhos
e é grande.
Os montes estão distantes e ocultam
os rios e as nuvens
e as rosas



Eugénio de Andrade

sábado, 6 de dezembro de 2014



"Era para ter morrido e afinal renasci." 



Tiziano Terzani

"O amor nunca morre de morte natural. 
Ele morre porque nós não sabemos como renovar a sua fonte. 
Morre de cegueira e dos erros e das traições. 
Morre de doença e das feridas; morre de exaustão, das devastações, da falta de brilho".



Anais Nin

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

terça-feira, 2 de dezembro de 2014


"Vim aqui me buscar para varrer entulhos. 
Passar a limpo alguns rascunhos. 
Resgatar o viço do olhar.
 Trocar de bem com a vida. 
Rir com Deus, outra vez. 
Vim aqui me buscar para não me contentar com a mesmice. 
Para dizer minhas flores. 
Para não me surpreender ao me flagrar feliz. 
Para ser parecida comigo. 
Para me sentir em casa, de novo."



Ana Jácomo.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014


o passado existe quando se está infeliz


Louise Vilmorin

adormecemos juntos acordamos

apartados

disputamos os lençóis como quem

puxa a razão para si


a quantos beijos estamos hoje de distância?





João Luís Barreto Guimarães

domingo, 30 de novembro de 2014


entregamo-nos
um ao outro
dentro dos lençóis
brancos
à tarde
e agora sabemos
e não sabemos
um do outro
escrevemo-nos
escrevemos


Adília Lopes

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

quinta-feira, 27 de novembro de 2014


Mal. 

Todo o dia angustiado, todo o dia tremendo de frio. 

Todo o dia pareceu um século, um pesadelo.

Todo o dia uma tempestade me desassossegou, todo o dia me senti mal, uma espécie de dor que não começa nem acaba, persiste intensa, contínua, por todo o corpo.



Al Berto

Eu a amava, em suma. 
E era infeliz. 
Mas como poderia ela algum dia entender essa minha infelicidade?
Há aqueles que se condenam ao cinzento da vida mais medíocre porque tiveram alguma dor, alguma desgraça; mas há também aqueles que o fazem porque tiveram mais sorte do que poderiam suportar...


Ítalo Calvino

quarta-feira, 26 de novembro de 2014


Temos de saber quando devemos ministrar a dose e em que quantidade 


e se esta tem ou não de ser repetida.



Henry Miller

ouve-me
que o dia te seja limpo e
a cada esquina de luz possas recolher
alimento suficiente para a tua morte. 

Al Berto

terça-feira, 25 de novembro de 2014


Todo o meu corpo está a arder quando chamo o teu nome e tu estás nua dentro dessas sílabas. 

É então que mais quero fazer amor, para confirmar que os teus braços fazem parte de uma luz antiga que despe o meu olhar.


Joaquim Pessoa

"Tinha o vento contra a cara e as nuvens e as ondas do mar por conta própria. Sofria muito de amores e não havia amor que durasse que não magoasse. Jurava-me que um dia viria a não ser eu, sem saber o que dizia , sem antecipar a ilusão. 
(...) 
Saudades de mim. De quem nunca fui.

Eu não queria. Eu nunca quis. Minto. Eu quis quando não sabia o que queria."




pedro paixão

Apaga-me os olhos, ainda posso ver-te. Tranca-me os ouvidos, ainda posso ouvir-te, e sem pés posso ainda ir para ti, e sem boca posso ainda invocar-te. Quebra-me os ossos, e posso apertar-te com o coração como com a mão, tapa-me o coração, e o cérebro baterá, e se me deitares fogo ao cérebro, hei-de continuar a trazer-te no sangue.




Rainer Marie Rilke

terça-feira, 18 de novembro de 2014


Meu coração bate sem saber
que meu peito é uma porta que ninguém vai atender




Arnaldo Antunes

segunda-feira, 17 de novembro de 2014


"Retirou uma fita da cabeceira da cama, apanhou o cabelo na nuca e suspirou, completamente acordada: 
"ficarei no teu sonho até à morte".


Gabriel García Márquez

...abro a casa 
para o teu silêncio 
mas não tenho leito 
para o teu cansaço... 



Mia Couto

Deus!


Que pode haver maior que o oceano, ou que seja mais forte do que o vento?! 
Minha mãe a sorrir olhou pros céus e respondeu: 
- Um Ser que nós não vemos, é maior do que o mar que nós tememos, mais forte que o tufão! 
Meu filho, é - Deus!




Casimiro de Abreu

domingo, 16 de novembro de 2014


O frio daquela campa, daquele corpo e daquele amor definitivamente sepultado no interior da minha pele, em cada instante da minha pele de mármore, na cara, no pescoço, no peito. 

O meu corpo de carne ou de mármore: carne congelada, sangue congelado, escuridão congelada.



José Luís Peixoto

Tem beijo que parece mordida, tem mordida que parece carinho, tem carinho que parece briga, tem briga que aparece pra trazer sorriso, tem sorriso que parece choro, tem choro que é pura alegria, tem dia que parece noite, e a tristeza parece poesia. tem motivo pra viver de novo, tem o novo que quer ter motivo, tem aquele que parece feio, mas o coração nos diz que é o mais bonito. Descobrir o verdadeiro sentido das coisas é querer saber demais.


O Teatro Mágico

Se é, se é


"pois a saudade é uma forma de ficar"

(Pe. Fábio de Melo)

sábado, 15 de novembro de 2014


"A solidão não é viver só, a solidão é não sermos capazes de fazer companhia a alguém ou a alguma coisa q está dentro de nós." 


J. saramago

sexta-feira, 14 de novembro de 2014


"Houve uma mudança de planos e eu me sinto incrivelmente leve e feliz. 
Descobri tantas coisas. 
Tantas, Tantas. 
Existe tanta coisa mais importante nessa vida que sofrer por amor. 
Que viver um amor. 
Tantos amigos. 
Tantos lugares. 
Tantas frases e livros e sentidos. 
Tantas pessoas novas. 
Indo. 
Vindo.
 Tenho só um mundo pela frente.
 E olhe pra ele. 
Olhe o mundo! 
É tão pequeno diante de tudo o que sinto... Meu tempo não se mede em relógios. 
E a vida lá fora, me chama."


Caio Fernando Abreu

quinta-feira, 13 de novembro de 2014


"Talvez seja mais como o que você falou antes, rachaduras em todos nós. 
Como se cada um tivesse começado como um navio inteiramente à prova d’água. 
Mas as coisas vão acontecendo… as pessoas se vão, ou deixam de nos amar, ou não nos entendem, ou nós não as entendemos… e nós perdemos, erramos, magoamos uns aos outros. 
E o navio começa a rachar em determinados lugares. 
E então, quando o navio racha, o final é inevitável.”

John Green

Por pudor sou impuro.


Manoel de Barros

quarta-feira, 12 de novembro de 2014


Calma. 
É só se manter longe
Longe, bem longe. 
Que longe nada afeta
Ou quase nada.


 Caio Fernando de Abreu.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

domingo, 19 de outubro de 2014


A sombra tem sempre uma forma, a do corpo que a deita.





Francis Ponge

sábado, 18 de outubro de 2014


"As coisas não querem mais ser vistas por pessoas razoáveis: 
Elas desejam ser olhadas de azul –
 Que nem uma criança que você olha de ave.



- Manoel de Barros"

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

terça-feira, 14 de outubro de 2014


talvez num dia
em que de mim já nada exista
te lembres de dois braços
que te abraçavam convulsivamente
nessa altura
deixa que os lábios te sangrem
deixa que o sangue te corra pelo peito

e as mãos
essas
abandona-as...



Mário-Henrique Leiria

domingo, 5 de outubro de 2014

Porque o AMOR constrói pontes indestrutíveis...


"O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos. 
Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos."


Chico Xavier.

sábado, 4 de outubro de 2014


Quando não cuidamos do corpo, tornamo-nos mais fácilmente vítima dele




Milan Kundera

O broche de brilhantes tinha desaparecido, mas que importava: 
também era falso...




Caio F. de Abreu

domingo, 28 de setembro de 2014


Sempre considerei que o silêncio tem um som muito próprio. 
Dele e daqueles que o sabe, ouvir.


Helena Sacadura Cabral,

sábado, 27 de setembro de 2014



"Não sou perfeito mas você deveria ter me esperado, eu valia a pena...




filme: Os Mercenários

sexta-feira, 26 de setembro de 2014


Tenho em mim que havemos sempre de viver
juntos um com o outro
que havemos de selar os nossos destinos
na terra, na água, no ar e no fogo
no fogo que irradias
... e que a água vem apagar e não apaga
no ar que nos consome e que nós respiramos os dois juntos


António Gancho

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...